Saiba como utilizar o PDV em seu negócio

Saiba como utilizar o PDV em seu negócio

Lojas on-line são modelos de negócios muito comuns hoje em dia, mas, mesmo assim, o PDV, conhecido também como Ponto de Venda, continua sendo importante.

Apesar das empresas de plataforma e-commerce, bem como, as compras realizadas pela internet estarem se popularizando atualmente, com cada vez mais adeptos, o ponto de venda continua sendo importante para o consumidor, devido a muitos fatores.

É esse tipo de negócio que oferece ao cliente o que ele precisa na hora e no momento certo, sem esperar pela data de entrega.

Comprar alimentos frescos, por exemplo, só é possível nos PDVs ou em lojas que ofereçam a entrega no mesmo dia.

É sabido que a evolução tecnológica e o acesso à internet trouxeram muitas mudanças para o dia a dia dos consumidores, que, conforme os dias passam, se deslocam menos para comprar o que desejam.

No entanto, isso não diminui a presença dos pontos de venda, que não só podem como devem continuar sendo utilizados.

Neste artigo será abordada uma definição de PDV, a evolução desse modelo de negócio ao longo dos anos, além de dicas de marketing e estratégias de vendas para esse segmento.

O que é PDV?

PDV é uma sigla que significa Ponto de Venda, podendo ser utilizada em diversos segmentos do mercado atual.

Ele pode ser considerado a alma do negócio, pois é onde se concentram ações que têm como objetivo apenas vender.

É também nesse ponto, que são realizados os registros de mercadorias, gerando baixa no estoque quando ocorre uma compra. 

O PDV precisa contar com um sistema de automação comercial programado e ajustado para executar suas funções. 

Além disso, precisa contar com equipamentos e, em muitos casos, com funcionários para auxiliar o funcionamento.

Os principais equipamentos que precisam estar presente em um PDV são:

  • Computador;
  • Leitor de código de barras;
  • Balança de checkout;
  • Gaveta;
  • ECF (emissor cupom fiscal);
  • No-break;
  • Entre outros.

Contar com esses equipamentos e também com um bom sistema de automação de iluminação predial é importante por conta de diversos benefícios, como:

1 – Atendimento mais ágil

O PDV não permite que tempo seja perdido, por isso realiza a abertura e o fechamento de caixas de maneira mais rápida.

Além disso, ele controla as sangrias realizadas, registra vendas efetuadas, bem como trocas e devoluções.

2 – Melhora gestão de estoque

Com a utilização do ponto de venda, o estoque é atualizado automaticamente quando um produto é vendido ou quando é devolvido.

3 – Informações integradas

Quando o PDV é bem equipado, ele consegue integrar todas as informações do momento da venda e também da devolução, permitindo um melhor planejamento da empresa.

Isso mostra que os pontos de venda evoluíram muito nos últimos anos, de diversas maneiras.

A evolução do PDV nos últimos anos

Antigamente, era comum que um PDV se resumisse a uma vitrine ou displays. Além disso, ele era utilizado apenas como uma ferramenta para vendas.

Porém, atualmente, com a tecnologia, o PDV está mais interativo e ganhou um movimento diferente.

Essa tecnologia trouxe uma nova experiência para o consumidor, permitindo que ele se identifique com a marca e com o que ela tem a oferecer.

A interatividade se proliferou por lojas que oferecem os mais diferenciados produtos e serviços. Catálogos eletrônicos, por exemplo, conseguem entregar a informação que o consumidor precisa.

As informações ajudam o consumidor a decidir sobre a compra de maneira consciente, pois tudo o que ele precisa ou deseja saber sobre uma mercadoria consta no catálogo eletrônico.

Outro exemplo de evolução pode ser notado em alguns restaurantes pelo mundo. Na mesa, o cliente encontra um tablet que substitui os cardápios comuns. Ali mesmo, o cliente faz seu pedido que será entregue pelo garçom.

A evolução pode ser aplicada em diversos tipos de PDV, desde restaurantes até empresas de instalação de elevadores residenciais.

A evolução também fica clara quando vemos que o uso de e-commerce tem crescido exponencialmente nos últimos tempos.

O consumidor moderno está sempre conectado, então tudo o que ele puder fazer pela internet, ele fará. As compras são exemplos de atividades realizadas pelas pessoas na internet.

Isso porque em uma loja on-line, as pessoas podem encontrar muito mais opções de produtos do que em lojas físicas.

É comum que, ao entrarmos em uma loja física, não encontremos determinado produto ou que ele esteja com um valor acima do que é mostrado no e-commerce.

Isso é comum, portanto, uma das maiores evoluções dos PDV foi o uso da internet para trazer soluções aos negócios. 

Essa novidade serve para todo tipo de empresas, desde um fornecedor de grama esmeralda até fornecedores de fast food.

O ponto de venda presencial não se tornou obsoleto por conta do crescimento do e-commerce, muito pelo contrário. 

Ele continua sendo importante, então é necessário conhecer algumas estratégias em marketing e vendas.

Dicas de marketing para o PDV presencial

É importante pensar e pesar qual a primeira impressão que o PDV irá causar no cliente. Isso porque a intenção é melhorar a estratégia e também atrair mais clientes para o ponto de venda.

Diversas ações envolvem estratégias aplicadas em um PDV, por exemplo, um café oferecido por um local de serviços de empresa de portaria virtual.

Enquanto o cliente aguarda para saber um pouco mais sobre as opções do serviço de portaria, aprecia um bom café e se sente confortável no PDV.

Se uma empresa vai montar um novo espaço ou está pensando em reformular o que já tem, precisa estar atenta a algumas dicas, como:

1 – Escolher um local estratégico

A localização do PDV é fundamental e ela deve ser onde os potenciais clientes estão. Não importante se é uma loja de extintor a base de água ou uma loja de sapatos, é necessário estar onde o público-alvo está.

Por exemplo, um modelo de negócio que trabalhe com encadernação, impressão, xerox e serviços do tipo pode ser instalado dentro de uma universidade. 

Para fazer uma boa gestão das vendas realizadas, existem softwares que podem ser usados, controlando melhor o caixa, emissão de notas fiscais e outras funcionalidades. Isso traz mais praticidade para o dia a dia e melhora o desenvolvimento de outras atividades.

É importante que o espaço também seja facilmente visto pelas pessoas. Precisa ser um local prático, acessível e interessante para os consumidores. Por essas razões, as marcas escolhem shoppings e grandes centros para seus pontos de venda.

2 – Cuide da identidade visual e da decoração

A imagem é tudo, principalmente, na era digital em que vivemos, onde os consumidores se baseiam muito no que veem.

Por conta dessa importância, as marcas apostam em psicologia de consumo e neuromarketing para um estudo aprofundado daquilo que atrai seu público-alvo.

Uma loja de materiais de construção que venda interruptores e tomadas para reforma pode usar como estratégia um estudo das cores, percepções sensoriais, ações cerebrais. 

Quando a marca entende o que atrai o seu público, consegue incorporar isso à decoração do ponto de venda. 

Isso deve ser somado ao uso de recursos gráficos que identifiquem a área como uma propriedade ligada à marca.

Algumas dicas para decorar um ponto de venda de uma loja de móveis de plástico para área externa e diversas outras lojas são:

  • Organização dos produtos na vitrine;
  • Funcionários bem identificados;
  • Brindes para os clientes;
  • Fachada ou letreiro personalizado.

3 – Treine a equipe de atendimento

Atender bem ao seu público é obrigação de qualquer marca. Sendo assim, além de contar como bons elementos visuais, é importante que o PDV conte com uma equipe de vendedores e atendentes bem treinada.

Existem muitos produtos e serviços que despertem a dúvida dos consumidores. Por isso, é fundamental ter uma equipe disposta a sanar todas as dúvidas dos clientes e também atendê-los de maneira cordial e paciente.

Por exemplo, uma organização que ofereça serviços de paisagismo para empresas precisa investir em capacitações em comunicação oral, desenvolvimento pessoal e vendas que estimulem as habilidades dos vendedores.

Treinamentos ajudam a equipe a entender que atendimento ao público exige muita paciência e jogo de cintura. É preciso educação, simpatia e equilíbrio para que o atendimento seja perfeito.

Algumas estratégias de marketing também não mudam e devem ser usadas, como panfletagem na porta da loja. 

Neste panfleto, produtos e serviços em promoção devem ser destacados, assim como outros tipos de promoções, como brindes, etc.

O PDV ainda é muito importante para as marcas, e apesar de os consumidores comprarem cada vez mais pela internet, é só no ponto de venda que eles conseguem tocar os produtos e ver melhor aquilo que desejam comprar.

Por isso, nada mais importante do que oferecer um ambiente atraente, um bom atendimento e investir em ações que façam o cliente preferir uma marca ao invés de outra.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.